História da Fazenda Grande

A história da Fazenda Grande começa com a invasão espanhola do Rio Grande de São Pedro, em 1763, quando o português Joaquim José Pereira e outros pioneiros subiram a serra a procura de terras devolutas, após serem expulsos de suas estâncias.

O povoamento das terras devolutas da Fazenda Grande, deve ter ocorrido entre 24/04/1763(data da invasão espanhola) e 28/10/1766, data do censo de moradores da serra, feito pelo capitão Pedro da Silva Chaves.

Este censo corrobora a tradição oral, segundo a qual Joaquim José Pereira iniciou o povoamento das terras devolutas da Fazenda Grande, antes mesmo da chegada do bandeirante paulista Antônio Correia Pinto de Macedo e sua comitiva para a fundação da vila de Lages.

Em 08/01/1767, o governador da Capitania do Rio Grande de São Pedro, coronel José Custódio de Sá enviou ao vice-rei do Brasil um ofício com veementes protestos quanto a intenção do governador da Capitania de São Paulo de fundar uma vila na paragem das lages.

Entre os anexos ao ofício havia uma interessante relação dos moradores dos distritos de Cima da Serra, Vacaria e Lages, datada de 28/10/1766 e elaborada pelo capitão Pedro da Silva Chaves, a pedido do coronel José Custódio de Sá.  Nesta relação Joaquim José Pereira consta como um dos 16 fazendeiros estabelecidos em Lages.

Analisando o requerimento dos moradores dos Campos das Lages de 23/11/1768, se conclui que os rebanhos bovinos dos jesuítas já haviam escasseado na época do estabelecimento das priomeiras fazendas nos campos das lages. Então, pioneiros como Joaquim José Pereira(Fazenda Grande) e Antonio José Pereira(Fazenda Curitibanos) tiveram que repovoar suas fazendas com gado, cavalos e muares trazidos da planície gaúcha.

Ao longo dos anos, o capitão Joaquim José Pereira concentrou seus negócios nas praças de Lages e Vacaria, onde transitava com grande desenvoltura. Após o casamento com Ana Maria de Santa Rita, fixou residência em Lages, onde mantinha sua primeira propriedade na serra.

O capitão Joaquim José Pereira faleceu em 22/11/1811, na certidão de óbito constava citação de que ele era o mais rico estancieiro da vila de Lages.

Com a morte do velho capitão, seus bens foram divididos entre os filhos, conforme testamento feito em 23/11/1810.

Nos censos de 1818 e 1820, a Fazenda Grande constava como propriedade de José Joaquim Pereira, filho caçula do capitão Joaquim José Pereira.

Em 1834, Nicolau de Liz e Abreu entrou com processo na justiça questionando o inventário.

Tudo leva a crer que as terras da Fazenda Grande se mantiveram durante todo o período nas mãos da família, passando para os descendentes de Umbelina Maria Pereira, primogênita do capitão Joaquim José Pereira.

No alistamento eleitoral de 1895, no Arraial de São Sebastião do Painel estavam inscritos 155 eleitores, sendo 15 inscritos no Quarteirão da Fazenda Grande.

Na virada do século XX, a antiga sede era propriedade de Henrique de Liz e Souza, filho de José Henrique de Souza(neto de Mateus José de Souza) e Joaquina de Liz e Abreu(filha de Umbelina Maria Pereira e Nicolau de Liz e Abreu).

Em 06/07/1937, com o falecimento de Henrique de Liz e Souza, a viúva Antonia Maria da Silva herdou seus bens. O casal não teve filhos e a velha sede foi vendida em 11/04/1957 para Celso Mariano da Silva.

Duarte, J. R. 2014. Especial para o site https://fazendagrande.net/

Referências

Costa, L. Continente das Lagens, Editora FCC, 1979.
Duarte, Dr. Manoel - Transadores e Retirantes. Revista do
Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, Volumes 24-25, Editora Barcellos, Bertaso & Cia., 1944
Oliveira, Sebastião Fonseca de, Aurorescer das Sesmarias Serranas, Edições EST, 1996
Genealogia Tropeira, volume II
1º Tabelionato de Lages, livros 2, 3 e 6
Cartório de Painel, livro 2
Arquivo Histórico Ultramarino, caixa 79 doc 7144
Museu TJSC, inventário Umbelina Maria Pereira
Museu TJSC, processo 1834 e testamento Capitão Joaquim José Pereira
Cúria Diocesana, Tubarão(SC)
Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres, Lages(SC)
Lages Histórica http://lageshistorica.blogspot.com.br/
Pioneiros das Lagens http://pioneirosdaslagens.wordpress.com/
Anúncios